Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Menino das Opiniões

Opino sobre tudo o que vejo.

O Menino das Opiniões

Opino sobre tudo o que vejo.

Saudades Educacionais

   Desde que me lembro, no final de cada ano letivo, sinto saudades dos professores. Não de todos, apenas de dois ou três. Sinto saudades daqueles que eu gosto e afeiçoei-me. Daqueles que nunca me faltaram ao respeito e que me cativavam aula após aula, mesmo não gostando da disciplina. Dos simpáticos, atenciosos, ouvintes, pacientes, que despertaram algo em mim que nem todos conseguem: atenção.

 

   Na quinta-feira, tive a minha última aula com dois professores que não são contratados e que no próximo ano podem estar a lecionar a 15 ou a 200 km da minha escola. Fiquei triste. A probabilidade de os voltar a ver é nula. Foram professores que me marcaram imenso. Um deles passava por aluno facilmente, vestia-se como adolescente e era muito brincalhão. Acredita que os alunos não são números e que as notas não definem o quão inteligente somos. Fugia às aulas tradicionais de escrever no quadro e passar no caderno. Escrevia tudo aquilo que era importante no Word e ensinava a matéria de uma forma intuitiva. A outra era muito calma, paciente e amiga. Tratava-nos com um respeito enorme e por "você". Escrevia o mais importante no quadro para passarmos para o caderno e referia o que devíamos sublinhar no livro. Quando era para responder a perguntas do manual, deixava-nos fazer em grupos de 4. A sua voz era suave e o tom baixo. Às vezes apanhava-mo-la rouca, o que dava imensa piada.

 

   Mais um ano se passou e as saudades continuam, mas este ano o sentimento é maior. Espero algum dia voltar a encontrá-los.