Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Menino das Opiniões

Opino sobre tudo o que vejo.

O Menino das Opiniões

Opino sobre tudo o que vejo.

O Fim De Um Ciclo

   Desde que sou criança que fui diferente dos outros. Preferia jogos de carta e de tabuleiro em vez de jogar futebol ou outro desporto qualquer, fazer os TPC's em vez de brincar, ler jornais e revistas em vez de livros infantis e, principalmente, ver noticiários e programas de "adultos" em vez de filmes da Disney.

 

   Ao que parece, um dos meus programas preferidos e de infância, "Você na TV!", vai sofrer mudanças e, possivelmente, terminar. A bomba foi lançada e Cristina Ferreira vai para a SIC.

 

   Vejo o "Você na TV!" desde que ia para a casa da minha avó nas férias. A minha avó vinha-me buscar ao trabalho da minha mãe por volta das 8h e íamos os dois no metro até sua casa. Quando lá chegávamos, a minha avó fazia os seus afazeres e eu ia direto para a sala ver televisão, onde àquela hora ainda dava o "Diário da Manhã". Ficava à espera das 10:10 com um olho no noticiário e outro no tablet (a minha infância já incluiu tecnologias). Chegada a hora mágica, os meus olhos focavam-se no televisor e ansiavam pelo início do programa com a dupla maravilha: Cristina Ferreira e Manuel Luís Goucha. E era isto até ao fim da segunda parte, por volta do meio-dia. A partir daí, já não me interessava, a Crónica Criminal não entra no meu gosto de telespectador. 

 

   A verdade é que de há uns tempos para cá, o programa tem ficado pior porque eram raras as vezes em que os dois apresentadores estavam juntos. Ora porque o Goucha tinha de gravar o "Masterchef" ou fazer algo relacionado com a "Casa dos Segredos" ora porque a Cristina estava a gravar uma temporada do "Apanha Se Puderes". 

Sendo eu espectador deste programa há alguns anos, sei que a ausência de um justificava-se, maioritariamente, pelo período de férias ao qual têm direito, mas, para mim, o programa só com um não me cativa, o que tem acontecido demasiadas vezes ...

 

   Apesar do programa já não ser o que era, vai deixar saudades.