Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Menino das Opiniões

Opino sobre tudo o que vejo.

O Menino das Opiniões

Opino sobre tudo o que vejo.

O Fim d' Os Maias

   Já andam a correr aí notícias de que "Os Maias" já não é uma leitura obrigatória. Meio mundo reclama e diz que foi mau pensado, outro diz que já devia ser há mais anos.

 

   Como tenho andado a ver, as opiniões positivas têm por estas palavras ou semelhantes a seguinte mensagem:

"Os Maias já não são leitura obrigatória há muito tempo"

   Estou em fase de progressão do 10º para o 11º ano e não poderia estar mais de acordo com esta afirmação. A grande maioria dos alunos lê os resumos do livro dias antes do teste. Não se dão ao trabalho de ler 700 páginas acerca de duas pessoas apaixonadas que descobrem que são irmãos. Alguns leem um pouco do livro, mas cansam-se e acabam por desistir. Acho que nenhum estudante lê o livro por interesse (podem ficar interessados a meio da história, mas de inicio é um sacrifício). Para além de que, segundo professoras de Português, Os Maias é um livro complicado.

 

   Considerei ler o livro nestas férias (não por curiosidade mas sim por obrigação), mas já tinha um livro pendente e como demorei muito a lê-lo Os Maias ficaram para trás. Ponderei ler também o Amor de Perdição (livro de leitura no 11ºano), mas com as críticas que vi a vontade desapareceu.

 

   Outra queixa de professores de Português é a falta de hábitos de leitura e de interesse. E eu acho isto completamente normal. Os adolescentes estão cada vez mais digitais e no futuro, não tendo fascínio por obras cujo Português parece Espanhol. Ler obras clássicas tem cada vez menos leitores por interesse porque simplesmente pouca é a gente que se revê nessas palavras. Se o Ministério da Educação quiser que os estudantes leiam mais que aposte em escritores portugueses da geração estudantil!

 

   Agora vou à praia ler um livro de Pedro Chagas Freitas. Ou de José Luís Peixoto. Ainda não sei, tenho de decidir, não sou obrigado a ler nenhum.