Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Menino das Opiniões

Opino sobre tudo o que vejo.

O Menino das Opiniões

Opino sobre tudo o que vejo.

Dar mérito a quem o merece

   Na sexta-feira, fui a um teatro com a escola. Quando cheguei à sala de aula, a professora de Economia perguntou-nos como foi e a maioria da turma respondeu que não gostou. Alguns fizeram comparações com a Auto da Barca do Inferno de Gil Vicente, outros disseram que se a peça (foi um monólogo) tivesse mais personagens seria mais cativante, entre outras afirmações. Entretanto, a conversa mudou o rumo e do teatro passou para a música. A minha professora disse que os portugueses tinham muito talento e exemplificou com a música, entre os quais, o cantor António Zambujo e a banda D.A.M.A. Um dos meus colegas respondeu por cima e afirmou que esse tipo de música não valia nada, ao que eu retorqui que não é por não gostar que não possa ter qualidade. Não valeu de nada e continuou reduzido à ideia de que só a música que ele gosta é que tem qualidade.

 

   E é aqui que entra o tema de hoje. Nunca achei o trabalho televisivo da Rita Ferro Rodrigues irreverente e que pudesse sobressair em relação aos outros apresentadores. Além disso, discordo em muitas ideias que a própria apoia. Houve uma altura em que eu era o hater nº1, qualquer coisa que ela dizia ou fazia eu criticava. Não obstante, depois do programa dela ter terminado e de uma viagem pelo Dubai, a Rita surge com uma magazine digital com o nome de Elefante de Papel

 

images.png

 

   Esta magazine é "aberta ao público", ou seja, qualquer pessoa pode publicar artigos na plataforma de modo a partilhar ideia com um maior alcance. A magazine é feita de pessoas ademais da Rita Ferro Rodrigues. Além disso, tem várias categorias, entre as quais: Mesa, Viagens, Cultura, Entrevistas e Compras.

Gosto muito do conteúdo deste site e do facto de ser coletivo. Foi a primeira vez que vi algo deste tipo. Não posso deixar de felicitar pela criatividade. 

 

   De todo o conteúdo que o site possui, a melhor categoria são mesmo as entrevistas. Feitas de forma descontraída, bem editadas, boa preparação da entrevistadora ... o melhor é irem ver. Porém, o que para mim é ainda melhor são os diários da viagem à Tailândia. A Rita encontra-se neste país asiático e está a mostrar tudo através de fotografias (tiradas pela sua amiga Joana) e de texto (escrito pela própria). Com aquilo que li, parece que a autora tem uma ligação especial com a "Terra dos Sorrisos", por causa dos elefantes, que representa o seu falecido avô e a faz estar próxima dele e que está imensamente grata com o período que está a viver.

 

Depois deste exemplo, repito: Não é por não gostar que não possa ter qualidade.

1 comentário

Comentar post