Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Menino das Opiniões

Opino sobre tudo o que vejo.

O Menino das Opiniões

Opino sobre tudo o que vejo.

Autocarro Violento

   "Preta de merda, queres apanhar um autocarro, apanhas no teu país" foram estas as palavras que um fiscal disse a uma colombiana que entrou num autocarro antes de a espancar forte e feio. 

 

   Segundo o que li, a jovem tinha passado à frente de umas senhoras na fila da entrada do autocarro, que, por ser noite de S.João, não quiseram saber e deixaram-na passar. Porém um senhor, também na fila, não gostou da atitude e disse "Tu à minha frente não passas", agarrando-a. Nicol, a jovem colombiana, virou costas e entrou no autocarro. Já com o passe na mão, o "pica" disse "Tu aqui não entras" enquanto colocava-a fora do autocarro. Nicol, de raça negra, estava com duas amigas brancas e foi a única agredida por causa de ter ultrapassado à frente. E por que é que foi a única agredida? Porque é preta.

 

   Isto é racismo. O fiscal agrediu uma "preta" por ter passado à frente. Um fiscal, até à data de escrita deste texto e da minha definição de fiscal, apenas tem a função de revistar os bilhetes e, se estes não estiverem validados, aplicar uma multa. E também é uma estupidez. Um revisor não deve estar preocupado com a ordem da fila de entrada e das ultrapassagens. Cá para mim, o fiscal devia ter algum problema familiar ou profissional e descarregou a sua fúria na Nicol.

 

   A jovem, como vi nas fotografias, está muito mal. Parece que foi atirada aos cães. Aquele homem agrediu-lhe como se ela fosse um saco de boxe e, ainda por cima, sem razão para tal.

 

   Mais uma vez foi utilizado o uso de força (e já nem digo excessivo como foi no caso do Urban). Isto já está em processo e o fiscal já foi suspenso mas, na minha opinião, isto não vai dar em lado nenhum, como sempre. Qual é a vossa opinião acerca deste assunto?