Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Menino das Opiniões

Opino sobre tudo o que vejo.

O Menino das Opiniões

Opino sobre tudo o que vejo.

Ai, Sushi!

   Não sei precisar quando começou, mas lembro-me que houve em Portugal uma febre com o sushi. Toda a gente falava em sushi, abriram restaurantes japoneses em todo o lado, a comunicação social fazia reportagens a torto e a direito e o Instagram bombava com fotos de pauzinhos e molho de soja.

 

   Na minha família, a moda não pegou logo ao início nem houve grande conversa sobre o assunto ... até ao dia em que o meu pai foi experimentar sushi ao almoço. Chegou a casa todo contente a dizer que é muito bom e que, como não estava habituado, pediu peças a mais. A partir daí, o meu pai tentou convencer-nos a experimentar e nós sempre com os argumentos habituais: "Não vou pagar para comer peixe cru", "Que horror, se quiseres vais tu sozinho", "Tem mau aspeto".

 

   A minha mãe, tal como eu, recusámos sempre os almoços em família em restaurantes de sushi, o que fez com que o meu pai comesse sushi sozinho ou com a sua irmã, que também é louca por comida japonesa. No entanto, num jantar romântico, a minha mãe fez a vontade ao meu pai e os dois foram comer sushi. Menos um no lado "Anti-sushi", a minha querida progenitora rendeu-se ao arroz enrolado em algas. Só faltava o meu irmão e eu, os mais difíceis de convencer. A verdade é que não houve muita pressão para que acontecesse, porque os meus pais já sabem os filhos que têm e sabiam que ia haver birra no restaurante. 

 

   Filho mais novo fora ... dia de ir comer sushi!, porque o mais velho já é grandinho e pode ir ao Burguer King sozinho. Era este o suposto de hoje, porém a minha mãe lembra-se que eu nunca tinha comido sushi e convidou-me a ir. Eu, como não me apetecia almoçar sozinho, decidi experimentar.

 

  Eram 12h quando entrei no restaurante. Fomos os primeiros esfomeados. Os meus pais, habituados que estão, pegaram no menu e começaram a escrever na folha do pedido. Escreviam com saudade e amor, de quem não via aquilo há muito tempo e que estavam prestes a reencontrar algo. Já eu, procurava no menu algo que me surpreendesse. Pedi uma peça de tofu, uma de atum e outra de salmão. Também tinha algumas coisas que não eram sushi e dessas eu pedi batatas fritas, frango panado, espetadas de vaca e de frango. Para beber pedi a bebida do dia: sumo de limão e maracujá.

 

   Começava a chegar comida à mesa e separávamos o que era de cada um. Apareceu-me o de tofu primeiro. Começou bem, eu que nunca tinha comido tofu na minha vida. Meti à boca, mastiguei e deitei fora ... horrível. O meu pai deu-me a experimentar a de salmão: comi, mas com algum esforço. A de atum nem toquei. Entretanto a carne e as batatas chegaram. Não eram por aí além, ademais de terem molho barbacue ou picante, algo de que eu não gosto, mas se não fossem as espetadas tinha passado muita fome.

 

   Acabado o sushi, pedi um bolo de bolacha para sobremesa. Foi só para encher. Em geral, não gostei de nada. A carne salvou-me o almoço. Não vou repetir a experiência, mas já dizia a minha mãe "Já não morres burro".

 

   Sushi, peço desculpa, mas deixo-te para alguém que goste de ti.